Minhas Compras
Você adicionou a sua lista de compras. O que deseja fazer agora?
Continuar Comprando! Fechar Compra!

Notícias

Informe-se com as notícias mais atuais

Câmara promove audiência pública sobre demissões na ArcelorMittal

Multinacional do Aço nega que unidade de Barra Mansa sera fechada

Câmara promove audiência pública sobre demissões na ArcelorMittal

O vereador Wellington Pires presidiu, na noite de ontem, a audiência pública sobre as demissões de funcionários da unidade ArcelorMittal em Barra Mansa. Também compuseram a mesa o deputado estadual Marcelo Cabeleireiro; o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos, Silvio Campos; e o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Agnaldo Raymundo. Foram definidos sete encaminhamentos com o objetivo de evitar novos desligamentos e garantir o funcionamento da indústria.

Na abertura, o vereador relatou que diante da notícia do possível fechamento da unidade, entrou em contato com o sindicato e logo foi procurado pelo vice-presidente do grupo ArcelorMittal no Brasil. “Durante a conversa, sugeri que fosse feita uma visita à planta com todos os vereadores e representantes de entidades empresariais. E, na semana passada, estivemos lá, a diretoria falou sobre os problemas que vem enfrentando com a queda do mercado, o que culminou nas demissões, remanejamentos e paralisação da Aciaria Elétrica, mas garantiu que a planta continuará funcionando. Mesmo assim, decidimos promover este debate para pensar em alguma medida de evitar novos desligamentos.”, ressaltou Wellington Pires.

Segundo o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos, cerca de 540 funcionários já foram demitidos. Ele afirmou que em março fará uma visita ao Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE), em Brasília, junto ao prefeito Rodrigo Drable e o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, para cobrar um posicionamento. O CADE foi responsável por autorizar a venda da Votorantim Siderurgia ao grupo ArcelorMittal, no início de 2018. O secretário Agnaldo Raymundo disse que o município tem feito o possível e que o prefeito não tem medido esforços para ajudar.

O deputado Marcelo Cabeleireiro vem acompanhando a situação de perto e já levou o caso ao governador Wilson Witzel. Em sua fala, Marcelo destacou que Barra Mansa carece de emprego e há necessidade de lutar para manter empresas na cidade. “Podem contar comigo para garantir a permanência da indústria e geração de renda. Estou aqui para contribuir e tentar amenizar o sofrimento da nossa população”, afirmou.

A ArcelorMittal não mandou nenhum representante para participar da audiência, mas encaminhou uma carta à Câmara Municipal garantindo que não há intenção de realizar novas demissões e que a unidade permanecerá em atividade, inclusive com previsão de novos investimentos este ano.

Ao final da audiência, ficou definida a formação de uma comissão que será responsável pela elaboração de um pacote de fomento ao desenvolvimento industrial municipal, estadual e federal, além da organização de uma visita ao CADE. Outro encaminhamento sugerido pelo vereador Wellington Pires foi que todas as demissões sejam previamente comunicadas ao sindicato. Silvio Campos sugeriu o congelamento das demissões como garantia da permanência da empresa no Município. Além disso, será elaborado um documento contendo todos os encaminhamentos para envio à Prefeitura, Governo do Estado, Ministério do Trabalho, Ministério Público do Trabalho, entre outros órgãos.

Além da sociedade civil e de funcionários da ArcelorMittal, também participaram da audiência representantes da Confederação Nacional dos Trabalhadores Metalúrgicos (CNTM), OAB Barra Mansa e Resende, CDL, ACIAP-BM, Rotary Barra Mansa Alvorada e de associações de moradores.

 


Fale com seus clientes!

Fale com seus clientes de forma que eles te ouçam. Anuncie conosco!

TOP
Ouvir Rádio