Minhas Compras
Você adicionou a sua lista de compras. O que deseja fazer agora?
Continuar Comprando! Fechar Compra!

Notícias

Informe-se com as notícias mais atuais

Barra Mansa inicia organização para a eleição de conselheiros tutelares do município

Eleição unificada acontece dia 6 de outubro; interessados podem se inscrever de 11 de maio a 09 de junho

Barra Mansa inicia organização para a eleição de conselheiros tutelares do município

O Conselho dos Direitos das Crianças e dos Adolescentes de Barra Mansa está estruturando o processo de escolha dos novos conselheiros tutelares do município. A eleição acontece em data unificada em todo o território nacional, a ser realizada no primeiro domingo do mês de outubro, que este ano será no dia 06. A portaria que constituiu a Comissão Especial encarregada do processo foi assinada nesta quinta-feira, dia 04, pelo prefeito Rodrigo Drable.

Interessados podem fazer a inscrição do dia 11 de maio até 09 de junho, na Casa dos Conselhos, situada à Rua Jorge Lóssio, nº 202, no Centro, de 9 às 16 horas. A inscrição é gratuita. No ato do cadastramento é necessária a apresentação de certidão de nascimento/casamento, documento de identidade e CPF, comprovante de residência, diploma ou certificado de conclusão do Ensino Médio, certidão de nada consta do distribuidor criminal expedida pela Comarca onde residiu nos últimos cinco anos, com validade á época da inscrição e título de eleitor com comprovante de votação do último pleito, além de declaração de entidade de atendimento à criança e/ou adolescente ou carteira profissional com registro que comprove ser o candidato funcionário ou servidor desta classe.

O mandato dos conselheiros tutelares é de quatro anos (2020/2023) sendo permitindo recondução o cargo por igual período. A função é remunerada e garante todos os direitos sociais estabelecidos pela Constituição Federal de 1988.

Para concorrer a uma das cinco vagas de conselheiro é necessário os seguintes requisitos:

- ter idade superior a 21 anos;

- residir em Barra Mansa há pelo menos dois anos;

- ter ensino médio completo;

- ter reconhecida idoneidade moral;

- estar no gozo de seus direitos políticos;

-comprovar experiência profissional ou voluntária no mínimo de dois anos em trabalho direto na área da criança e do adolescente;

-ter disponibilidade para exercício da função e

-estar apto a desenvolver atividades físicas inerentes ao cargo.

 

 


 


Fale com seus clientes!

Fale com seus clientes de forma que eles te ouçam. Anuncie conosco!

TOP
Ouvir Rádio