Minhas Compras
Você adicionou a sua lista de compras. O que deseja fazer agora?
Continuar Comprando! Fechar Compra!

Notícias

Informe-se com as notícias mais atuais

SENADO APROVA PROJETO QUE INSERE NOVOS PROFISSIONAIS NA LISTA DO AUXÍLIO EMERGENCIA

L Outros brasileiros atingidos pela pandemia do coronavírus poderão ser beneficiados

SENADO APROVA PROJETO QUE INSERE NOVOS PROFISSIONAIS NA LISTA DO AUXÍLIO EMERGENCIA

O Senado Federal aprovou, por unanimidade, nesta quarta-feira (22), a inclusão de outras categorias de trabalhadores que poderão receber o auxílio emergencial de R$ 600 do governo federal nos próximos três meses.
 
Para entrar em vigor, o projeto de lei precisa ser sancionado pelo presidente Jair Bolsonaro em até 15 dias.
 
A lista de novos profissionais beneficiados traz as seguintes funções:
 
Trabalhadores do transporte de passageiros regular
Taxistas, mototaxistas, motoristas de aplicativo, motoristas de transporte escolar
Microempresários de vans e ônibus escolares
Caminhoneiros
Entregadores de aplicativo
Professores contratados que estejam sem receber salário
Profissionais das artes e da cultura, como artistas, autores, intérpretes, técnicos de espetáculos
Profissionais do esporte, como atletas, paratletas, técnicos, preparadores físicos, fisioterapeutas, nutricionistas, psicólogos, árbitros e auxiliares de arbitragem, de qualquer modalidade
Cuidadores, babás e diaristas
Cabeleireiros, barbeiros, esteticistas, depiladores, maquiadores e outros profissionais da beleza reconhecidos por lei
Empreendedores individuais de beleza, cosméticos, terapias complementares e arte-educação
Empreendedores independentes das vendas diretas
Agentes e guias de turismo
Artesãos e expositores em feira de artesanato
 
Ambulantes de alimentos, feirantes, camelôs, baianas de acarajé, garçons, marisqueiros, catadores de caranguejos, barraqueiros de praia
Catadores de materiais recicláveis
Vendedores de marketing multinível e porta a porta
Arrendatários, extrativistas, silvicultores, seringueiros, mineiros e garimpeiros
Beneficiários dos programas de crédito fundiário e assentados da reforma agrária
Agricultores familiares e técnicos agrícolas
Quilombolas e demais povos tradicionais
Pescadores profissionais artesanais quando não receberem o seguro-defesoCooperados ou associados de cooperativa ou associação
Ministros de confissão religiosa e profissionais assemelhados
Sócios de pessoas jurídicas inativas, sem ter que apresentar a Declaração de Informações Socioeconômicas e Fiscais


Fale com seus clientes!

Fale com seus clientes de forma que eles te ouçam. Anuncie conosco!

TOP
Ouvir Rádio