Minhas Compras
Você adicionou a sua lista de compras. O que deseja fazer agora?
Continuar Comprando! Fechar Compra!

Notícias

Informe-se com as notícias mais atuais

JUÍZA DENUNCIADA PELA OAB NEGA QUE TENHA DETERMINADO MEDIÇÃO DE SAIAS COM RÉGUA

Juiza disse que regulamentou orientações para o respeito ao decoro nas dependências do Poder Judiciário da região

JUÍZA DENUNCIADA PELA OAB NEGA QUE TENHA DETERMINADO MEDIÇÃO DE SAIAS COM RÉGUA

A juíza Maíra Valéria Veiga de Oliveira, diretora do Fórum de Iguaba Grande (Região dos Lagos), denunciada pela Seccional da Ordem dos Advogados do Brasil no Rio de Janeiro (OAB-RJ) por supostamente impedir a entrada no fórum de advogadas cuja saia estivessem mais de 5 centímetros acima do joelho, esclareceu, por meio da Associação de Magistrados do Estado do Rio, que, em razão do uso recorrente de vestimentas impróprias no local, regulamentou orientações para o respeito ao decoro nas dependências do Poder Judiciário da região.

Segunda a magistrada, a presença de pessoas com roupas incompatíveis com o ambiente jurídico, até mesmo em trajes de banho, constrange operadores do Direito e jurisdicionados. A juíza ressaltou que em nenhum momento houve a medição com régua de saia ou vestido nas dependências do Fórum de Iguaba Grande.

A magistrada esclareceu que os advogados e as advogadas nunca foram impedidos de entrar no fórum. Ela frisou que o propósito da norma não é impedir a entrada de qualquer cidadão, mas assegurar a razoabilidade no ambiente forense, lembrando que “o direito de acesso à Justiça é uma garantia constitucional”.


Fale com seus clientes!

Fale com seus clientes de forma que eles te ouçam. Anuncie conosco!

TOP
Ouvir Rádio