Minhas Compras
Você adicionou a sua lista de compras. O que deseja fazer agora?
Continuar Comprando! Fechar Compra!

Notícias

Informe-se com as notícias mais atuais

Testemunhas são ouvidas em audiência de julgamento de casal suspeito de matar menina de 11 anos em Barra do Piraí

O casal suspeito de matar e esconder o corpo da menina Júlia Laport Quintanilha, de 11 anos, passou por uma audiência de instrução e julgamento para produção de provas testemunhais na tarde desta segunda-feira (15), no Fórum de Barra do Piraí. Durante a audiência, realizada na Segunda Vara Criminal, foram ouvidas dez testemunhas convocadas pela defesa e acusação do casal. A partir dos depoimentos, novas diligências podem ser solicitadas pela Justiça. Um prazo será dado para que as partes se manifestem. A data da sentença do Juiz ainda não foi definida. Cristiane de Oliveira Laport, de 28 anos, mãe da vítima, está detida desde que as investigações apontaram os dois como responsáveis pelo crime. Ela vai responder por abandono de incapaz e ocultação de cadáver. O padrasto, Carlos Ramos Manoel, de 20 anos, responde em liberdade e vai ser julgado por envolvimento na hora de esconder o corpo da criança. O pai biológico vai acompanhar o julgamento. Se for condenada, a mãe pode pegar até 25 anos de prisão e o namorado pode pegar até 13 anos de cadeia. Caso seja comprovado que eles mataram a menina, as penas podem dobrar.

Testemunhas são ouvidas em audiência de julgamento de casal suspeito de matar menina de 11 anos em Barra do Piraí

O casal suspeito de matar e esconder o corpo da menina Júlia Laport Quintanilha, de 11 anos, passou por uma audiência de instrução e julgamento para produção de provas testemunhais na tarde desta segunda-feira (15), no Fórum de Barra do Piraí.
Durante a audiência, realizada na Segunda Vara Criminal, foram ouvidas dez testemunhas convocadas pela defesa e acusação do casal. A partir dos depoimentos, novas diligências podem ser solicitadas pela Justiça. Um prazo será dado para que as partes se manifestem. A data da sentença do Juiz ainda não foi definida.
Cristiane de Oliveira Laport, de 28 anos, mãe da vítima, está detida desde que as investigações apontaram os dois como responsáveis pelo crime. Ela vai responder por abandono de incapaz e ocultação de cadáver. O padrasto, Carlos Ramos Manoel, de 20 anos, responde em liberdade e vai ser julgado por envolvimento na hora de esconder o corpo da criança. O pai biológico vai acompanhar o julgamento.
Se for condenada, a mãe pode pegar até 25 anos de prisão e o namorado pode pegar até 13 anos de cadeia. Caso seja comprovado que eles mataram a menina, as penas podem dobrar.


Fale com seus clientes!

Fale com seus clientes de forma que eles te ouçam. Anuncie conosco!

TOP
Ouvir Rádio